Colaboração transformadora: o sucesso das redes cooperação do Semesp

Ano passado o Semesp deu o primeiro passo no estudo e implantação das redes regionais de cooperação. No mês de agosto, os diretores Rodrigo Capelato e Fábio Reis estiveram nos Estados Unidos e lá tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho da Association for Collaborative Leadership (ACL).

A ACL é uma rede de consórcios mundial que atua na área do ensino superior e, durante a visita, o Semesp se tornou membro dessa rede com o objetivo de qualificar o desenvolvimento e a dinâmica das redes regionais de cooperação no Brasil que, na época, ainda estava em fase de organização. “Ao participar de uma associação global de consórcios é possível encontrar o caminho mais rápido para assegurar o sucesso das redes no Brasil”, afirmou Fábio Reis.

No mesmo ano, uma das palestras do 18° FNESP tratou do tema “Redução de custos por meio das Redes de Cooperação” e despertou o interesse de várias instituições de ensino superior, presentes no evento.

Inspirando o tema “Destruição Criativa”, o Semesp colheu, ainda em 2016, os frutos e as primeiras redes regionais de cooperação foram criadas. Hoje, são seis redes formadas e no 19°FNESP os participantes poderão testemunhar o sucesso de cada uma delas na sessão Gestão: O desafio de equilibrar a gestão por meio da sustentabilidade e cooperação.

Além dos relatos de cases da rede 1, 2 e 3, Claire Ramsbottom, da ACL, e Neal B. Abraham, diretor do Five College Consortium, também participarão da sessão que abre o segundo dia de evento.

Quer saber mais sobre como funcionam as redes regionais de cooperação organizadas pelo Semesp? O 19° FNESP é uma ótima oportunidade para conhecer mais de perto como elas funcionam e quais são os resultados que a colaboração e compartilhamento podem gerar.

A transformação já começou! Consulte a programação, inscreva-se e ajude o Semesp a inspirar um sistema educacional transformador.